Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O que nos fere é nosso próprio amor

Amo sentir o calor da sua pele me queimando,
Amo seu olhar agressivo querendo acabar com o mundo
Amo nossas brigas sem sentido algum
E a maneira que elas terminam com a gente na cama.

Gosto das nossas brigas mesmo quando elas terminam com um socando o outro
E sei que é muito confuso gostarmos de ficar juntos se só nos agredimos,
Mas não sei viver sem seu olhar
E você não vive sem meu abraço.

Amo sentir a força de sua mão contra meu corpo
Como se fosse um caminhão atropelando um idoso
E sei que é estranho e difícil nos entender,
Mas não preciso de um psicólogo ou psiquiatra para entender
Porque tudo o que eu preciso é você.

Amo nossas separações
E o modo como elas terminam com um simples gesto
E como fingimos que você é a errada e eu é que não presto
Porque é só isso que nos faz sentir bem, a proximidade de nossos corações.
                                                                                                         by Igor Oliveira

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Em Busca Da Paz


Podem quebrar, tomar tudo que há de material
Mas o que sinto estará intacto
Um sentimento tão normal
Que ao teus olhos parece criminal

Não irei mudar pra te agradar
Pois não faz mal a ninguém
Fará a mim se eu impedir de sentir
Vou lutar até o fim pra conseguir ser feliz

Felicidade que vejo quando penso em você
Fico em paz quando imagino em te ver
Hoje, amanhã, um mês depois
Não importa o quanto vai demorar
Pois tenho a certeza que mais uma vez vou te abraçar

Mais uma vez rolam lágrimas
Quando penso que não as tenho mais
Sempre escorre uma sem eu saber pra onde vai
Mas sei que tudo passa
E essa tempestade vai passar,
Assim como as outras passaram
E eu continuarei em busca da minha paz.
                              by Myrian Marcelino